dafe6dba-80f6-4e91-8e6e-40a9fa8bdd07.jpg

Quem foi Aracy?

Muitos a conhecem como a esposa do renomado escritor brasileiro Guimarães Rosa e como o nome presente na dedicação do clássico Sertão Veredas, mas Aracy foi muito mais que isso.

 

Dentre os anos 1934 e 1942, durante a Segunda Guerra Mundial, Aracy serviu no Consulado Brasileiro em Hamburgo na Alemanha, na Seção de Passaportes, e além dos trabalhos que realizava lá ela também incluia dentre suas tarefas a falsificação de vistos de entrada no Brasil para famílias judias perseguidas pelo governo alemão, o que ajudou a fuga de diversos indivíduos para o nosso Estado. Por isso, Aracy é uma dos apenas dois brasileiros reconhecidos pelo Yad Vashem (Autoridade de Recordação dos Mártires e Heróis do Holocausto, o memorial oficial de Israel para vítimas do Holocausto) como “Justos entre as Nações”, sendo o outro o embaixador Souza Dantas.


Relembramos e celebramos Aracy de Carvalho como uma grande mulher brasileira (paranaense!) que nos inspira e nos mostra a mudança que podemos ser no mundo, como internacionalistas.

7c495dd6-e10d-460c-a4f9-eb406ce7b2e8_edi